Bom é o contrário de ruim

Lá moravam intelectuais, ricos e pessoas bem acomodadas em seus casarões aquecidos. No cenário, belos montes cobertos de gelo, na Suíça.

Nesse cenário, tudo é possível? Nem sempre. Uma mulher, em uma fase em que se sente totalmente abandonada pelos amigos e pela família, decide fazer uma boa ação no Natal ao perceber que vive próxima a um abrigo para refugiados.

Como atriz, ela teve a ideia de dar aulas de teatro aos pobres hospedados, que aguardavam sua autorização para ficar.

A maioria das pessoas de lá vê essa atitude como um dos maiores absurdos feitos por um ser humano. Um dos motivos, é que não seria correto fazer com que aquelas pessoas se sentissem acolhidas por aquele pais, já que não se sabia se elas conseguiriam a permissão para ficar.

Ela é questionada fervorosamente, e todos acreditam que aquela senhora está fazendo tudo aquilo para se autopromover.

Poderia até ser, mas ela acabou fazendo algo muito maior do que imaginava. Bastou ela seguir seu coração e acreditar que o que ela fazia era bom. Nem certo, nem errado, mas bom), que é o contrário de ruim.

Nem tudo que não é permitido ou parece impossível, pode ser ruim. Algumas regras existem para serem quebradas ou adaptadas, por um mundo mais tolerante.

Fabi Schiavon

Sobre o filme:

Heróis improváveis (Schweizer Helden) – Diretor Peter.

IMG_0477-0.JPG

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s